Uma das principais preocupações nas empresas diz respeito à saúde e segurança dos colaboradores. Para isso, os gestores precisam estabelecer estratégias, ações efetivas e treinamentos, permitindo aos funcionários a possibilidade de manusear corretamente os equipamentos de proteção individual e coletiva, além de entender perfeitamente como lidar com questões cotidianas do trabalho — como manter-se seguro em locais altos. 

Para fornecer todas essas questões, entender o que é CIPA e implantá-la no ambiente de trabalho é uma das responsabilidades dos líderes. Pensando nisso, elaboramos este post para que você entenda o significado deste conceito, as suas principais características, como funciona e as vantagens de contar com uma dessa na sua empresa. Boa leitura! 

O que é CIPA?

Como dito, é preciso garantir a saúde e segurança dos colaboradores. Um dos meios para oferecer ao colaborador esse tipo de proteção é a CIPA. Esse é um instrumento que permite aos colaboradores estabelecer ações para a prevenção de acidentes, garantindo o bem-estar e a qualidade de vida no ambiente de trabalho. 

Você deve estar se perguntando: é obrigatório uma empresa ter um grupo como esse? Para aquelas que têm acima de 20 funcionários, sim. No entanto, as que não ultrapassam esse limite devem constantemente oferecer treinamentos de segurança, para que seus funcionários possam exercer as atividades laborais com todas as ferramentas necessárias. 

Entre elas, os equipamentos de proteção individual, também conhecidos como EPIs. Não basta apenas fornecer esses itens por ser obrigatório por lei, mas, sim, treinar os profissionais para que eles entendam como utilizá-los da melhor maneira, além de fornecer as instruções necessárias para as pessoas admitidas recentemente. 

A CIPA vai avaliar, ainda, se a empresa está seguindo as normas no que diz respeito à manutenção dessas ferramentas. Elas devem fornecer a segurança dos funcionários em qualquer atividade que exerçam na sua rotina. 

Quais são as principais funções da CIPA na empresa?

Agora que você já entende perfeitamente sobre o que é a CIPA, é preciso conhecer sobre as suas principais funções. Veja!

Elaborar a SIPAT

A SIPAT é a sigla dada à Semana de Prevenção de Acidentes. E engana-se quem pensa que é necessário fornecer esse evento apenas nos empreendimentos que ofereçam situações de risco, uma vez que essa semana também é destinada para prevenir doenças rotineiras.

Em um escritório, por exemplo, há problemas relacionados à postura que podem ser abordados durante os treinamentos, além de dicas de alimentação saudável para a equipe, que contribuirão na qualidade de vida.

Nesse sentido, a CIPA precisa se organizar com antecedência, contratar profissionais que possam aplicar seus conhecimentos para os colaboradores, além de entender as necessidades da empresa (para avaliar os principais riscos) e fornecer o essencial para que esse compromisso seja atingido com êxito. 

Elaborar os mapas de riscos

Ter um mapa de riscos bem definido, avaliá-lo anualmente e fixá-lo em locais de fácil acesso na empresa é essencial — e essa é mais uma das atribuições da CIPA. Mas o que é esse mapa de riscos? É quando, por meio de análises e dados gráficos, a organização consegue representar aqueles trabalhos que possam prejudicar a saúde do funcionário. 

Entre os fatores que podem ser relacionados aos riscos abordados, destacamos:

  • qualquer tipo de material, equipamentos e espaço de trabalho que, de alguma forma, possa comprometer o colaborador durante as atividades laborais; 
  • a forma como o trabalho é exercido pelos colaboradores. Há problemas posturais, seja dentro dos escritórios ou no chão de fábrica? Há algum ritmo de trabalho que é mais exaustivo para o colaborador? Nesse contexto, o mapa de risco vai fornecer informações para a CIPA formular estratégias eficientes.

Qual é a importância da CIPA para as organizações?

Para que você entenda qual é a importância da CIPA, vamos elencar as principais vantagens de contar com esse grupo na sua equipe. Confira!

Mantém a conformidade com as normas regulamentadoras

Hoje, há inúmeras normas regulamentadoras que garantem ao colaborador saúde, segurança e bem-estar em sua rotina. Dessa forma, é necessário estar de acordo com os objetivos, para que não haja problemas na justiça trabalhista e seja reduzido o absenteísmo dos funcionários.

Isso não pode ser considerado um gasto, mas, sim, um investimento. Ou seja, estar em conformidade significa uma redução de custos ao negócio, uma vez que há redução dos acidentes e dos seus consequentes custos, como:

  • contratação de mão de obra para suprir a ausência do colaborador acidentado; 
  • atendimento médico e hospitalar ao funcionário; 
  • gastos com os afastamentos. 

Garante a fiscalização dos ambientes

Uma das principais características da CIPA é atuar na redução e prevenção de acidentes, certo? Como dito, é preciso que haja um mapeamento dos riscos para entender quais deles exigem estratégias de atuação do negócio. Ou seja, a partir disso, é possível garantir uma maior fiscalização dos ambientes, pois os cipeiros atuarão constantemente para garantir que o objetivo principal seja cumprido. 

Como consequência óbvia, os riscos no ambiente de trabalho são drasticamente reduzidos, uma vez que os funcionários entenderão as maneiras de manusear os equipamentos, quais são os locais da organização são mais propícios aos acidentes, entre outros. 

Melhora o clima organizacional

O clima organizacional é essencial para manter funcionários produtivos e engajados com as metas da empresa. Uma característica positiva como essa significa que uma fábrica, um departamento ou, até mesmo, a empresa inteira atuam amigavelmente em suas funções, visando sempre o melhor do negócio. 

Uma forma de garantir esse clima positivo é a empresa demonstrar que se preocupa com seus funcionários. Como a CIPA atua justamente nessa característica, os profissionais se sentirão valorizados e, consequentemente, o clima organizacional contribuirá para que os números da organização estejam sempre em ascensão. 

Na leitura deste artigo, você pôde entender o que é CIPA, a sua importância para as empresas e quais são as principais características desse grupo. É preciso entrar em um consenso com o objetivo de definir quais serão os membros do negócio que vão compor essa equipe, estabelecendo as funções de cada um e cumprindo com as obrigatoriedades. 

Gostou deste conteúdo? Compartilhe em suas redes sociais e faça com que seus amigos também entendam a importância desse grupo. Afinal, conhecimento nunca é demais!

Powered by Rock Convert