É essencial que uma empresa tenha determinadas preocupações referentes aos seus colaboradores. Entre elas, a segurança deve ser um dos pontos primordiais para qualquer organização. Para isso, o negócio deve fazer um mapeamento de riscos completo com o objetivo de traçar estratégias eficientes visando garantir a integridade física dos funcionários.

Em um espaço confinado, essa atenção deve ser redobrada, pois existem situações específicas que devem ser levadas em consideração. Neste post, você vai entender o que é um espaço confinado, quais as normas relacionadas ao tema e quais são os principais riscos que um colaborador corre em um ambiente como esse. Boa leitura!

Entenda o que é um espaço confinado 

Para todas as situações que envolvam o espaço de trabalho e a segurança que deve ser oferecida aos profissionais, assim como os equipamentos essenciais ao uso, existem Normas que especificam quais são as obrigatoriedades da organização.

No caso dos espaços confinados, essa é a Norma NBR 16577, que estabelece quais devem ser as ações adotadas pela empresa que garantem a integridade do profissional, assim como identifica e caracteriza esses espaços. 

De acordo com as especificações presentes nessa norma, um espaço confinado consiste naquele em que as áreas não são propícias para que o profissional ou qualquer outra pessoa fique continuamente no ambiente. Sendo assim, vão existir condições limitadas, seja de acesso (entrada e saída), seja de ventilação ou até mesmo em relação às condições de oxigenação. 

Para que a empresa esteja dentro da legislação vigente e não ofereça riscos aos seus colaboradores, assim como estabelecer estratégias que possam evitar causas trabalhistas, é preciso conhecer o que diz essas normas e oferecer as condições necessárias aos trabalhadores para que suas rotinas não ofereçam danos. 

Saiba quais os procedimentos necessários para espaços confinados

Inicialmente, é preciso que os colaboradores autorizados a trabalharem nos espaços confinados sejam treinados para lidar com situações adversas. No entanto, antes mesmo dessas capacitações, a empresa necessita passar por algumas etapas que contribuem para identificar de maneira mais precisa quais são esses ambientes. 

Imagine a seguinte situação: uma organização conta com um espaço confinado cuja presença de oxigênio é limitada. Dessa forma, o negócio precisa entender qual é o grau de ausência desse gás e as condições atmosféricas do ambiente. É essencial que funcionários qualificados possam ter a certeza de que aquele espaço oferecerá condições para que o trabalhador passe o tempo necessário para executar suas atividades. 

Dessa forma, é obrigatoriedade da empresa monitorar constantemente o nível de oxigênio, estabelecer estratégias para que o espaço seja ventilado, além de manter a higiene do local e oferecer os itens necessários

Conheça os riscos de trabalhar em espaço confinado

Trabalhar em um espaço confinado, conforme abordado, oferece alguns riscos ao colaborador da empresa. Desde a limitação de ar até mesmo a dificuldade oferecida para entrada e saída do ambiente, é necessário que todas essas restrições sejam mapeadas para orientar até mesmo a questão dos treinamentos. 

A seguir, elencamos quais são os principais riscos. Confira!

Riscos físicos

Os riscos físicos de trabalhar em um espaço confinado são aqueles que a integridade do colaborador possa estar comprometida de acordo com algum fator externo, como ruídos intensos, umidade e calor. Para evitar qualquer tipo de acidente, é essencial que a empresa ofereça os Equipamentos de Proteção Individual adequados.

Assim, ao entender como manusear esses itens e utilizá-los corretamente, o colaborador vai ter como se proteger em determinadas situações. 

Riscos químicos

Estes riscos são observados especialmente em espaços cuja presença de oxigênio é baixa. Nesses casos, o colaborador está em um ambiente que provoca asfixia, intoxicação e até mesmo a morte em alguns casos. Novamente, é essencial que a empresa mapeie as prováveis situações que podem ocorrer, ofereça treinamentos de primeiros socorros e faça com que o funcionário entenda qual procedimento deve tomar em situações atípicas. 

Riscos biológicos

Em espaços confinados, há uma presença facilitada de alguns tipos de animais. A presença deles naquele ambiente pode colocar o trabalhador em vulnerabilidade em questões relacionadas a doenças contagiosas, justamente por serem o alvo perfeito para que sejam hospedeiros intermediários. Sendo assim, a organização deve adotar ações para diminuir esses gargalos, uma vez que são ambientes propícios para micro-organismos patogênicos. 

Riscos ergonômicos

Conforme abordado, os espaços confinados costumam oferecer dificuldades para que o colaborador tenha uma mobilidade adequada. Tanto na entrada e na saída dos ambientes quanto no que diz respeito à circulação do colaborador naquele local, pode fazer com que o funcionário exerça uma força maior do que a habitual para transitar e executar suas funções.

Além disso, é possível que ele fique em posturas desconfortáveis por um período acima do ideal, provocando riscos ergonômicos à sua saúde. 

Ofereça treinamento para a sua equipe

Os treinamentos para equipes de trabalho são essenciais. Além de contribuir para que os colaboradores possam exercer suas funções de maneira mais eficiente, eles aumentam a produtividade, melhoram o clima organizacional e ainda contribuem para a redução da taxa de turnover. Em uma empresa que oferece espaço confinado, a capacitação dos trabalhadores vai além de poder usufruir desses benefícios: é obrigatório de acordo com a NR 33.

A partir dela, é definido que as empresas devem oferecer aos seus colaboradores um treinamento periódico a cada 12 meses. O conteúdo apresentado vai depender das atividades executadas no negócio, com a necessidade de que tenha capacitações práticas e teóricas. 

Quem deve selecionar as pessoas que ministrarão esses treinamentos (seja bombeiros, seja engenheiros especializados em segurança e medicina do trabalho), é o responsável por aquele local. Visando escolher o melhor profissional, é necessário avaliar qual é a experiência e os treinamentos já ofertados, além de analisar a sua relação com o trabalho exercido na organização. 

Neste conteúdo, você pôde entender de maneira mais clara sobre o que é espaço confinado, a importância de conhecer a Normas que regulamentam essa questão, além de entender por que é necessário oferecer capacitação aos colaboradores.

A segurança no trabalho é um item essencial que deve ser levado em consideração pelos gestores, oferecendo equipamentos necessários para garanti-la, além de ações e capacitações que vão permitir com que os funcionários saibam como agir em situações de risco, além de trabalharem de maneira que a sua integridade física não será comprometida.

Gostou deste texto e deseja ter acesso a mais dicas e novidades como essas? Assine nossa newsletter e receba diretamente em sua caixa de entrada todos os nossos conteúdos!

Powered by Rock Convert