Segundo a Norma Regulamentadora nº 6, todo dispositivo de uso individual utilizado pelos trabalhadores, destinado a oferecer proteção contra riscos suscetíveis que ameacem a sua segurança e saúde no trabalho, é considerado um EPI, ou como também é conhecido, um Equipamento de Proteção Individual.

Toda empresa que lida com atividades de risco é obrigada por lei a fornecer, gratuitamente e em perfeito estado de funcionamento e conservação, a seus empregados os EPIs adequados de acordo com o risco que eles se expõem em suas atividades operacionais.

Graças à norma regulamentadora de número 10, a vestimenta passou a ser considerada como um EPI complementar para os funcionários que, nesse contexto, inclui as luvas de proteção.

Por isso, no artigo de hoje mostraremos todas as informações que você precisa saber sobre os mais variados tipos de luvas de proteção, suas funcionalidades e a quais trabalhos são indicadas. Continue a leitura do conteúdo para conferir!

1. Luvas isolantes de borracha 

Comumente utilizadas em trabalhos que envolvam energia elétrica, as luvas isolantes de borracha servem para oferecer proteção contra choques enquanto o trabalhador manuseia afiações e equipamentos que entram em contato direto com correntes elétricas.

Para serem consideradas seguras, as luvas isolantes de borracha devem atender às normas NBR 1066, ASTM DI120, podendo resistir a até 40 mil Volts (tensão de uso de 36 mil Volts).

2. Luvas de cobertura

Confeccionadas em vaqueta com punho em raspa natural, as luvas de cobertura são normalmente utilizadas em conjunto com as luvas isolantes de borracha, servindo como uma espécie de proteção-extra.

Vale mencionar, ainda, que elas têm um protetor arterial em raspa, uma vaqueta e uma fivela plástica que permitem o ajuste para maior conforto do trabalhador.

Sua principal função é proteger as luvas isolantes de perfurações ou materiais agressivos que possam afetar e comprometer a isolação.

3. Luvas de proteção tipo condutiva

Também utilizadas para realizar trabalhos manuais com instalações elétricas, ou qualquer serviço que ofereça riscos de eletrocutamento, as luvas de proteção tipo condutiva são mais justas e compridas, protegendo não somente as mãos, mas também os punhos do trabalhador. Seu uso permite manobras de contato com partes, peças e equipamentos energizados.

4. Luvas de proteção em borracha nitrílica

Indicada para trabalhos com agentes biológicos e químicos, manutenções prediais e mecânicas, estas luvas de proteção são confeccionadas em borracha nitrílica de alta qualidade, protegendo os punhos e as mãos do trabalhador sem interferir em sua mobilidade manual, já que sua espessura, por ser fina, proporciona maior sensibilidade ao usuário, além de terem resistência química e mecânica.

Vale ressaltar, ainda, que a palma das luvas é antideslizante e seu interior totalmente liso, livre de amido, talco ou qualquer proteína que possa causar irritação nas mãos do profissional que a utiliza.

Entretanto, é preciso mencionar que essas luvas de proteção não são recomendadas para trabalhos com bases de ácidos em baixa e alta concentração, solventes cetônicos e imersões em produtos químicos.

5. Luvas em PVC

Confeccionadas em fio de algodão e revestimento de PVC, as luvas de proteção em PVC oferecem proteção contra recipientes que contém ascarel, óleo, graxa e até mesmo solventes. Seu punho longo e acabamento corrugado e antiderrapante na palma, permite que objetos molhados sejam manuseados.

As luvas em PVC são comumente utilizadas em trabalhos em que os profissionais precisam ter contato com produtos químicos, como:

  • indústria farmacêutica;
  • indústria de tintas e vernizes;
  • indústria de adesivos;
  • petroquímicos;
  • cosméticos.

Entre outros segmentos que exigem manipulação de produtos e agentes químicos perigosos.

6. Luvas de proteção em raspa

Capaz de cobrir as mãos e os braços do trabalhador, este modelo de luva de proteção é indicado para trabalhos com agentes escoriantes e abrasivos, sendo ideal para atividades de raspa.

7. Luvas de vaqueta total

Assim como o modelo anteriormente citado, as luvas de proteção de vaqueta total são recomendadas para serviços com manipulação de agentes escoriantes e abrasivos, protegendo os punhos e as mãos do profissional.

Confeccionada com costura de alta qualidade, reforço na palma e no polegar, além de elástico no punho, as luvas de vaqueta total têm grande durabilidade e proporcionam mais conforto ao trabalhador.

8. Luvas de proteção em couro ou polímero

Recomendadas para serviços em que ocorram fortes vibrações com equipamentos como marteletes, motosserras, britadeiras, entre outros, estas luvas são fabricadas com um polímero especial em sua parte interna, o que faz com que as vibrações sejam isoladas. Além disso, a parte externa da luva é, geralmente, confeccionada em fibras ou vaqueta.

9. Luvas de proteção de borracha com chumbo

Visando proporcionar conforto e total movimento ao usuário, estas luvas de proteção são produzidas com borracha equivalente ao chumbo de 0,50mm.

É muito comum que esses modelos de luvas sejam utilizadas em segmentos ligados à saúde, já que protegem contra radiações ionizantes e variados tipos de atividades com raios-x.

10. Luvas em malha de aço

EPIs de altíssima resistência, as luvas de proteção em malha de aço são recomendadas para trabalhados mecânicos, pois protegem contra agentes cortantes. Entretanto, é necessário que elas sejam inoxidáveis, já que não pode haver qualquer possibilidade de corrosão.

O aço que compõe a malha dessas luvas precisa ser de alta qualidade, de modo que seja possível não somente oferecer mais resistência, como também menor peso, por meio de elos trançados e soldados.

Comumente utilizadas em:

  • açougues;
  • peixarias;
  • frigoríficos;
  • abatedouros.

Entre outras indústrias que lidam com o contato direto com objetos cortantes.

11. Luvas de proteção em polietileno e para-aramida

Assim como o modelo anterior, estas luvas também são indicadas para trabalhos mecânicos e podem ser, inclusive, utilizadas em conjunto com outras fibras como aço inoxidável, fio de aço e elástico.

Além de oferecem proteção contra cortes, essas luvas também minimizam riscos de abrasão e dilaceração. Por isso, as luvas que são produzidas com fio elástico são recomendadas para montagens de pequenas peças eletrônicas, já que oferecem boa precisão nos movimentos, enquanto as luvas com fio de aço inoxidável são mais utilizadas em trabalhos com lâminas ou atividades com chapas cortantes.

Ainda tem dúvidas sobre quais os tipos de luvas de proteção utilizar para o seu segmento de atuação? Então entre em contato com a gente para que possamos ajudar!

Powered by Rock Convert