Equipamentos de Proteção Individual, segundo o que estipulam as Normas Regulamentadoras, são produtos ou dispositivos destinados a proporcionar proteção ao trabalhador contra os riscos à sua saúde e segurança que o ambiente laboral pode oferecer.

Um EPI pode ser constituído por um único item ou pela junção de mais dispositivos, sendo, no segundo caso, classificado como EPI conjugado e seu uso só deve ser adotado em locais onde não é possível eliminar os riscos sem comprometer a atividade.

Neste conteúdo, mostraremos as principais informações sobre EPI conjugado, quais são e como funcionam. Quer entender mais sobre o assunto? Então não deixe de conferir a leitura do artigo de hoje!

O que é um EPI conjugado?

Equipamento Conjugado de Proteção Individual, ou Equipamento de Proteção Conjugado, é um EPI composto por diversos dispositivos, sendo associado a um ou mais riscos que uma determinada atividade laboral possa oferecer simultaneamente.

Segundo o subitem 9.3.5.4 da Norma Regulamentadora de número 9, relacionada aos Programas de Prevenção de Riscos Ambientais, quando comprovado pela instituição a inviabilidade técnica de adoção de medidas de proteção coletiva, nos casos em que elas não forem suficientes ou quando ainda se encontrarem em fase de estudo, implantação ou planejamento, deverão ser adotas outras medidas, obedecendo a seguinte hierarquia:

  • medidas de organização do trabalho ou caráter administrativo;
  • utilização do Equipamento de Proteção Individual.

Como se dividem os EPIs?

Os EPIs são divididos em diferentes categorias, sendo destinados à proteção de partes específicas do corpo, como:

  • proteção para cabeça;
  • proteção do tronco;
  • proteção auditiva;
  • proteção para olhos e face;
  • proteção respiratória;
  • proteção dos membros superiores;
  • proteção dos membros inferiores;
  • proteção contra quedas de diferentes níveis;
  • proteção de corpo inteiro.

No caso, um EPI conjugado, em um único equipamento, possibilita que o trabalhador se proteja de um ou mais riscos simultaneamente, como no caso de um capacete (proteção de cabeça) com um protetor auditivo (proteção de ouvido) acoplado.

Powered by Rock Convert

Como funciona a montagem do EPI conjugado?

Antes de entrarmos na questão de montagem, primeiramente, é necessário entender o que é um CA (Certificado de Aprovação), de acordo com o segundo parágrafo da Norma Regulamentadora de número 6.

O equipamento de proteção individual, de fabricação nacional ou importado, só poderá ser posto à venda ou utilizado com a indicação do Certificado de Aprovação – CA, expedido pelo órgão nacional competente em matéria de segurança e saúde no trabalho do Ministério do Trabalho e emprego.

Em outras palavras, se para ser comercializado todo EPI precisa de um CA, e o EPI conjugado é composto por vários EPIs acoplados, é comum que surja a seguinte dúvida: cada EPI que compõe o EPI conjugado precisa de uma CA?

A resposta é não. Um EPI conjugado só precisará de um CA, ainda que seja composto por diversos EPIs. O Certificado de Aprovação, nesse caso, servirá para o conjunto como um todo e não para cada dispositivo individualmente.

No entanto, é fundamental ressaltar que não cabe ao empregador realizar a montagem do EPI conjugado. Segundo o que diz o primeiro subitem do primeiro parágrafo da NR-06, apenas o fabricante está autorizado a montar esse tipo de EPI.

Para que serve o EPI conjugado?

Assim como qualquer outro Equipamento de Proteção Individual, o EPI conjugado é destinado a proteger os empregados dos riscos de acidentes e doenças ocupacionais provenientes do ambiente de trabalho.

Seu fornecimento gratuito e em perfeitas condições de uso e conservação é obrigatório por parte do empregador, assim como o uso por parte do empregado. Dentre as atividades de risco contempladas nesta obrigatoriedade de uso, o artigo de número 200 da CLT exemplifica algumas, como:

Entre outras atividades de alto risco à saúde e segurança.

Quais são os principais EPIs conjugados?

Alguns dos EPIs conjugados que podem ser encontrados facilmente no mercado são:

  • capacete com protetor facial;
  • capacete com máscara de solda;
  • capacete com óculos;
  • capacete com respirador;
  • capacete com viseira;
  • capacete com protetor auricular;
  • capacete com protetor facial e auricular;
  • máscara com respirador;
  • cinturão de segurança com dispositivo trava-queda;
  • cinturão de segurança com talabarte.

Como funcionam os cuidados e o processo de manutenção do EPI conjugado?

Todo Equipamento de Proteção Individual deve receber cuidados especiais, seja no armazenamento, utilização nas atividades operacionais ou manutenção, para que tenha seu tempo de vida útil otimizado e possa oferecer segurança ao trabalhador de maneira eficiente e duradoura, sem que sua durabilidade seja comprometida.

Algumas práticas de cuidado e manutenção que podemos citar são:

  • no caso de um capacete com protetor auricular do tipo concha embutido, o EPI não pode ser molhado, caso contrário a espuma do protetor pode ser danificada, invalidando o equipamento;
  • deve-se evitar que ferramentas sejam guardadas juntamente ao EPI conjugado, pois o contato pode não apenas arranhar ou riscar o equipamento, como também causar danos que comprometam sua integridade;
  • os empregados devem ser treinados e orientados a não emprestar seu EPI conjugado a colegas de trabalho. Afinal, como o próprio nome já diz, o equipamento é individual e, por isso, destinado especificamente para cada funcionário;
  • o EPI conjugado deve ser armazenado em local seco e em temperatura ambiente, para evitar que sofra alterações por conta do ambiente;
  • sempre que o trabalhador notar alguma avaria ou dano no equipamento, deve solicitar imediatamente a troca do mesmo.

Para concluirmos, é importante mencionar que quando se trata da saúde, integridade física e da vida dos funcionários, a empresa não deve medir esforços para proporcionar um ambiente laboral seguro e livre de riscos.

Por isso, é fundamental manter-se atualizado a respeito da área de segurança e saúde no trabalho, proporcionando não apenas EPI conjugado quando necessário, mas também implementando medidas para reduzir os riscos de acidentes e doenças ocupacionais.

Você ainda tem alguma dúvida sobre como funciona um EPI conjugado e como escolher os mais adequados para sua empresa? Quer entender melhor como podemos ajudar? Então entre em contato com a gente para saber mais!

Powered by Rock Convert